Latest news

BICMINHO e AEV ajudam empresas do Alto Minho a criar oferta turística mais forte

Para conquistar o novo turista, a oferta tem de ir mais além do conceito tradicional de turismo. Experiências, emoções, sensações e recordações têm de ser a grande aposta das empresas do Alto Minho para se manterem competitivas.


“Cada vez mais o turismo é um acumular de experiências”, afirmou o especialista Carlos Fernandes, “portanto é preciso criar novas razões para visitar um local, criar novas formas de consumo”. O especialista foi o orador convidado pelo BICMINHO para assegurar a sessão “Turismo em Ação – Inovação local, Projeção global!”, realizada no passado dia 12 de dezembro, em parceria com a AEV – Associação Empresarial de Valença.

O coordenador do curso de Turismo do IPVC e especialista convidado da Organização Mundial do Turismo realçou, contudo, aos empresários que isto não implica necessariamente um investimento de monta. “As grandes ideias e ofertas são muitas vezes pequenas. O que é preciso é criar um fator diferenciador, estruturar bem a oferta e saber comunicá-la”, explicou.

Também presente na sessão, João Fernandes deu a conhecer o Hostel Gerês, um empreendimento que reconhece a importância de ir de encontro à mudança de paradigma que se tem feito sentir no Turismo. Segundo o fundador e sócio gerente, “é um desafio fazer muito com tão pouco, mas é possível”. Definido o fator diferenciador, estabelecida uma forte presença online e criada uma rede de parcerias locais que enriqueceu a oferta, o Hostel Gerês tornou-se um empreendimento de sucesso em alguns meses.

As tendências emergentes no mercado turístico, as mudanças no comportamento dos turistas e as estratégias a seguir para tornar o Alto Minho um destino cada vez mais procurado foram alguns dos temas em análise na sessão.

Neste sentido, o presidente do BICMINHO, André Vieira de Castro, deixou um alerta aos empresários: “Não basta pensar o nosso negócio preocupados com o amanhã e o depois de amanhã, temos de projetar as nossas estratégias a pensar também em daqui a cinco ou dez anos”. Orlando Oliveira, presidente da AEV, mostrou-se de acordo. “Consideramos que esta é uma área fundamental e estratégica para a nossa região”, afirmou, realçando que a região tem muito potencial mas ainda há muito trabalho a fazer.

Com esta iniciativa, realizada no âmbito do projeto Minho Empreende – Competitividade e Empreendedorismo em Baixa Densidade (cofinanciado pelo programa ON.2 – O Novo Norte.), o BICMINHO confirmou o seu esforço em promover o empreendedorismo e a inovação local, fomentando deste modo a criação de negócios com características inovadoras e reduzir a taxa de insucesso empresarial, seja na criação de novas empresas ou na modernização de PME existentes.


 

BICMINHOBICMINHO e AEV ajudam empresas do Alto Minho a criar oferta turística mais forte

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *